O conceito de númeno na Crítica da razão prática: uma exigência paradoxal

Monique Hulshof

Resumo


Na Crítica da razão prática Kant se propõe a responder às objeções ao projeto crítico que giram em torno de uma “exigência paradoxal”: a de considerar o sujeito livre como númeno ou como pertencente ao mundo inteligível. No presente artigo pretende-se mostrar que Kant oferece essa resposta deixando claro que a distinção entre dois pontos de vista não exerce nenhum papel na fundamentação do princípio supremo da moral. Essa distinção é introduzida apenas como um modo de representação que resulta necessariamente da consciência que o sujeito possui da lei moral e, por conseguinte, de sua liberdade.

Palavras-chave


Kant, razão prática, númeno, mundo inteligível

Referências


ALLISON, H. Kant’s theory of freedom. Cambridge, Cambridge University Press, 1990.

ALMEIDA, G. de. “Crítica, dedução e fato da razão”. Analytica, vol.1, n.4, 1999, p.57-84.

BECK, L. W. A commentary on Kant’s Critique of practical reason. Chicago, The University of Chicago Press, 1960.

BITTNER, R. “Máximas”. Studia Kantiana. Revista da Sociedade Kant Brasileira, n. 5 (2003), p. 07-25.

BITTNER, R., CRAMER, K. (Orgs). Materialien zu Kants ‘Kritik der praktischen Vernunft’”. Frankfurt a. M: Suhrkamp, 1975.

HULSHOF, M. A coisa em si entre teoria e prática: uma exigência crítica. Tese de doutorado, USP, 2011.

KANT, I. Kants gesammelte Schriften: herausgegeben von der Deutschen Akademie der Wissenschaften. 29 vols. Berlin: Walter de Gruyter, 1902–.

KANT, I. Crítica da razão pura. Trad. Fernando Costa Mattos. São Paulo: Vozes, 2012.

KANT, I. Fundamentação da metafísica dos Costumes. Trad. Guido de Almeida. São Paulo: Barcarolla e Discurso Editorial, 2009.

KANT, I. Crítica da razão prática. Trad. Monique Hulshof. São Paulo: Vozes, 2016.

KEINERT, M. Crítica e autonomia em Kant: a forma legislativa entre determinação e reflexão. Tese de doutorado, USP, 2006.

KLEINGELD, P. “Moral consciousness and the “fact of reason”. In: Timmerman, J.; Reath, A. (Orgs). A Critical Guide to Kant's 'Critique of Practical Reason'. Cambridge: Cambridge University Press, 2010.

KLEMME, H. Einleitung; Sachanmerkung. In: KANT, Immanuel. Kritik der praktischen Vernunft. Hamburg, Felix Meiner, 2003.

O’NEILL, O. “Autonomy and the Fact of Reason in the Kritik der praktischen Vernunft”. In: HÖFFE, O. (Org.) Immanuel Kant. Kritik der praktischen Vernunft. Klassiker Auslegen Bd. 26. Berlin, Akademie Verlag, 2002.

TORRALBA, J. M. Libertad, objeto práctico y acción. La facultad del juicio en la filosofia moral de Kant. Hildesheim, Olms Verlag, 2009.

WILLASCHEK, M. Praktische Vernunft. Handlungstheorie und Moralbegründung bei Kant. Stuttgart/Weimar, Metzler, 1992.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.