Programação do V Colóquio Kant de Marília: Kant e a biologia

Postado em 24/05/2010, 12:32, por · 3 comentários
Categoria: Congresso 

V Colóquio Kant de Marília: Kant e a biologia

9 a 12 de agosto de 2010

UNESP – Marília-SP
Mini-auditório da Faculdade de Filosofia e Ciências
da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”

09/08/2010
20.00
Abertura oficial

20.30
Conferência de abertura:
A formação do pensamento biológico de Kant
Leonel Ribeiro dos Santos (Universidade de Lisboa)

10/08/2010
09.00
Kants Idee eines intuitiven Verstandes im Kontext seiner Theorie der Organismen
Bernd Dörflinger (Universität Trier)

A razão kantiana tem cor?
Ricardo Terra (Universidade de São Paulo)

Kant e o problema das raças
Daniel Tourinho Peres (Universidade Federal da Bahia)

14.00
Comunicações

16.00
Sobre as distinções kantianas entre Física e Biologia
Patrícia Maria Kauark Leite (Universidade Federal de Minas Gerais)

Organismo no Opus postumum
Clélia Martins (Universidade Estadual Paulista)

O papel metodológico dos juízos reflexivos na biologia
Zeljko Loparic (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; Universidade Estadual de Campinas)

11/08/2010
09.00

Kant und das Problem der Biologie
Günter Zöller (Ludwig-Maximilians-Universität München)

Kant and the Principle of Life
Marco Sgarbi (Università degli Studi di Verona)

Sobre a distinção kantiana entre instrumento da arte e órgão
João Carlos Brum Torres (Universidade de Caxias do Sul; Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

14.00
Comunicações

16.00

Kant and the Great Chain of Being in its Historical Context
Laura Anna Macor (Università degli Studi di Padova)

Organismo, reflexão e moral. Razão e entendimento em Kant
Maurício Keinert (Universidade São Judas Tadeu)

O estatuto transcendental da finalidade da natureza: notas sobre o “Apêndice” à “Dialética transcendental” da Crítica da razão pura
Pedro Rego (Universidade Federal do Rio de Janeiro)

12/08/2010
09.00

Uma ampliação hermenêutica da lógica transcendental: o alcance da “Primeira Introdução” à Crítica do Juízo para a leitura kantiana do organismo como fim natural
Nuria Sánchez Madrid (Universidad Complutense de Madrid)

Sobre o conceito de “epigênese” em Kant
Ubirajara Rancan (Universidade Estadual Paulista)

Mônadas físicas, epigênese e pré-formação em Maupertuis
Maurício de Carvalho Ramos (Universidade de São Paulo)

14.00
Comunicações

16.00
Juízo categórico, categoria da substância e o substancial
Sílvia Altmann (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

A natureza especulativa do juízo teleológico
Vinicius Figueiredo (Universidade Federal do Paraná)

Kant und die synthetische Biologie
Heiner Klemme (Johannes Gutenberg-Universität Mainz)

Read more